Este projeto, que chamamos de Formação livre em cinema e educação, foi construído coletivamente por Gisele Motta e Catu Rizo. Entre os diferentes nomes que pensamos, escolhemos formação por entender que é um curso voltado para educadores, professores, arte-educadores, educadores populares, pais, mães e responsáveis de crianças e adolescentes e demais interessados na convergência entre cinema e educação. Nosso objetivo é sistematizar ferramentas e metodologias para que interessados em realizar oficinas de cinema tenham um ponto de partida. Pensamos que essa formação é livre porque é fruto da apropriação de diversas abordagens para a construção de nossa prática educativa e propomos que a partir das referências que trazemos, cada participante construa sua própria prática, a partir de seu contexto. Nosso tema é a interseção entre cinema e educação e nossa abordagem tem um caráter autonarrativo porque parte da experiência de duas profissionais do audiovisual, que atuam a partir da Pedagogia do Cinema, para costurar metodologias, dispositivos e jogos que usamos na nossa prática como mediadoras de audiovisual e gostaríamos de compartilhar com vocês.  

Nosso desejo é mover a curiosidade e a criatividade de vocês, no sentido de convocá-los, enquanto criadores, artistas e brincantes. As noções de linguagem de cinema que serão apresentadas aqui surgem menos no intuito de moldar a imagem e som a padrões pré-estabelecidos, mas tatear junto o universo de possibilidades de criação audiovisual. É um convite para que cada um se coloque no papel de descobrir ou melhor redescobrir o mundo com e através das imagens e dos sons. E criarmos um cinema que podemos chamar assim de artesanal e brincante que nos possibilite expandir nosso imaginário, nosso autoconhecimento, fortalecer a memória local, os laços de afeto e pertencimento.